Follow by Email

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Acredite


Por que você não me procura?
Por quê... você não me encontra?
Não digas que não sabe o caminho
Nem que tens outra
Não digas... nada

Apenas me encontre
E que me importa a verdade
Não me importo com nada
Apenas me aches

Logo!
Num logo
Que não seja nem mais um dia
Além de hoje

Versos diferentes precisam nascer
Que tenham um sentido diferente
De troca
Que me importa
Sem troca nenhuma

Lábios beijados
Que não trazem saudades
Lábios ainda não beijados
Que trazem um desejo

Quem me dá poder de inspirar
Deixa-me cheia de palavras minhas

Onde você está?!!!!!!!!
Diga que ao abrir a porta
Tu estarás ali

Se não for verdade
Que o vazio
Leve esse inspirar
Esse querer

Que capacidade estranha
Essa de tirar do interior
Palavras...
Que não são palavras
São sentires...
Vontades...
Desejos...
Vazio...
..................
Encontre-me
Estou entre essas palavras
Eu te ensino o caminho
Ensino-te a me ver

Mesmo estando nós
Em lugares diferentes
................................
Pegue um desejo duvidoso
No interior de si
Algo que de um estranho modo
Não te abandona...
Algo que tu não entendes
Uma sensação...
Uma ligação... ...
Caminhe com passos largos em direção ao infinito
Um dia desses...
Um dia qualquer... ... ...
E esse dia
No meu querer seria ontem
Caminhe sem rumo
Sem destino...
Confie em uma intuição
Algo muito estranho
Que te faça sentir-se um bobo por acreditar
E tenho certeza que me encontrarás

E tu quando lia
pensava
“Por que tu
Que sabes onde estou
Vem a mim?”
Porque apenas nesse papel
Consigo ser eu mesma
Aqui não encontrarás uma incerteza
Não estou tentando te impressionar
Sou eu
Despida de vaidades
Sem mentiras
Sou assim...

Pela dor
Moldada...

Por crescer
Triste...

Por perder a inocência
Sem consolo...

Por ir contra a multidão
Rejeitada...

Por aceitar as diferenças
Incomum...

Vi-te outro dia
Numa foto antiga
Nem sei bem onde achei
Mundo moderno
Cheio de achares

Eu te amaria sabia
Se tivéssemos algum tipo de ligação
Amigos
Vizinhos
Co-cidadãos de um mesmo lugar

Eu estaria ao seu lado
Não te abandonaria
Mundo estranho
Vidas sem sentido...

Sim!
Bem sei que os desejos humanos são falhos
Nem tão inocente sou
Para não enxergar
Que precisamos ser moldados


Mesmo assim
Eu te amaria... ...
Em qualquer estágio
No berçário
Na pré-escola
No juntar de crianças na rua
Na varanda de casa esperando a chuva passar
Sentados na beira da quadra esportiva

Amar-te-ia
Seriamos apaixonadas
Na adolescência louca

Eu estaria ao seu lado
Pois sei que teve horas difíceis...

Tu estarias ao meu lado
Pois tive momentos sofridos...

Porém?!
Talvez?!
Quem sabe?!!
Ou muito provavelmente
Não estávamos preparados

Com meus amores
Que findaram
Sou outra

A mesma
Porém com experiências
Na vida

Eu te amaria
Mas isso não significa que estaríamos juntos...
Que estamos juntos...
Estaremos juntos...

Tu dizes que é assim
“ Eu sou assim “
Não quero acreditar
Realmente gostaria que não fosses

Seria mais fácil
Assim abandonaria esse sentimento
Por acreditar em uma mentira
E tu dizes que é verdade

Se for
Meu inspirar é verdadeiro
Mas apenas um inspirar
E nada mais

Hoje
Sem querer eu te encontrei
Despercebida deixei
Uma lembrança de mentira
Invadir-me

E de repente
Um sorriso em direção ao nada...
E uma felicidade sem explicação...

Mas eu me repreendi
“Não posso”
“Não irei”
Perdoe-me

Não posso sonhar
Consequentemente
Não posso te amar...

E o leitor
Acredita
Que existe uma história de amor

Decepcionarei não somente o leitor
Mas ambos
Pois não existe nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário