Follow by Email

quarta-feira, 21 de março de 2012

Máquina do tempo


Como é a dinâmica da máquina do tempo ? Como funciona esse transporte? Um meio de deslocamento no qual não são precisos  rodas, trilhos, deslizar, nem de ar, nem de calor.Pois esse deslocamento não é um espaço de distância de lugares, mas sim de tempo onde há uma barreira que ultrapassa o espaço- tempo- contínuo e chega em tempos não vividos, tempos revistos e re-revistos. Um desejo de desfazer o feito uma vontade de fazer o não feito. Quantas viagens seriam precisas para si ter certeza que acertou?! Quantas viagens seriam necessárias para dizer chega ?! Viver de passado é nunca ter futuro. Viver de futuro é nunca ter surpresa. Uma vez no passado, o passado é presente, uma vez no futuro, o futuro é presente, então quando o presente é presente?! De tantas idas e vindas ao futuro e ao passado, perdeu-se o presente. E como voltar ao ponto de partida, quando no trajeto o cominho de volta foi esquecido. Um desejo imenso de que o presente não fosse presente, era preciso matá-lo, fugir dele, esquecê-lo. Nele o passado é imutável, nele o futuro é incerto, nele não queremos viver. Então escolhemos entrar na máquina do tempo, um transporte sem limites de viagens uma fuga do presente, estranho que quando chegamos no passado seja ele qual momento for, nós damos conta que estamos novamente no presente. Uma vontade imensa de não errar, olhar para o passado é sempre ver possibilidades de um presente diferente, se o passado tivesse sido diferente. De repente chegou o futuro-presente e ao olhar para o passado percebe-se que somente viveu de analise e o presente sempre foi virando presente- passado e perdendo-se. Todos querem voltar, ninguém quer ir enfrente, sendo conhecedores no presente-presente de um presente- futuro que no presente -passado era desconhecido, agora mil e um, todo dia analisado. Não deveria ser tão ruim olhar para ele, o passado-passado .  Pois  nele podemos  ver as respostas necessárias para o presente- futuro sem que queiramos  fugir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário